You are currently viewing Por que acontece o descolamento da placenta?

Por que acontece o descolamento da placenta?

O descolamento da placenta é uma condição durante a gravidez em que a placenta se separa do útero. 

Os sintomas podem incluir sangramento e dor abdominal, especialmente durante o terceiro trimestre. 

Um profissional de saúde irá diagnosticar e tratar o descolamento prematuro da placenta com base na gravidade da separação e na idade gestacional do bebê.

E para que você entenda porque acontece o deslocamento da placenta, preparamos o artigo abaixo repleto de informações. Vamos conferir?

A importância da placenta

A placenta se fixa à parede do útero e fornece ao bebê alimentos e oxigênio através do cordão umbilical.

O descolamento da placenta é uma condição grave na qual a placenta se separa da parede do útero antes do nascimento. 

Ela pode separar parcialmente ou completamente. Mas se isso acontecer, seu bebê pode não receber oxigênio e nutrientes suficientes no útero. Você também pode sentir dor e sangramento grave.

Normalmente, a placenta cresce na parte superior do útero e permanece lá até o nascimento do bebê. 

Por fim, durante o último estágio do trabalho de parto, após o nascimento do bebê, a placenta se separa do útero e suas contrações ajudam a empurrá-la para a vagina, que é o canal do parto. 

Leia também::: Tudo que você precisa saber sobre os primeiros 1.000 dias do bebê

O descolamento da placenta

O descolamento prematuro da placenta ocorre geralmente no terceiro trimestre, mas pode acontecer a qualquer momento após as 20 semanas de gravidez. 

Casos leves podem causar poucos problemas. Um descolamento é leve se apenas uma pequena parte da placenta se separar da parede do útero. 

Um descolamento leve geralmente não é perigoso, mas deve ser seguido de perto porque pode levar à separação completa.

Se você tiver um descolamento prematuro da placenta (maior separação entre a placenta e o útero), seu bebê corre maior risco de:

  • Problemas de crescimento, chamados de restrição de crescimento intrauterino
  • Parto prematuro (parto prematuro, antes das 37 semanas de gravidez). Um parto antecipado pode ser feito para salvar você e seu bebê
  • Natimorto (quando um bebê morre no útero após 20 semanas de gravidez) se a separação da placenta for repentina e grave.

Além disso, o descolamento da placenta pode causar anemia e complicações fatais para a mulher. 

Ou seja, se não for diagnosticado e tratado imediatamente, pode haver complicações hemorrágicas e de coagulação do sangue para o bebê e para a pessoa grávida. 

Mas nestes casos, o parto por cesariana de emergência pode ser necessário como forma de preservar a vida da mamãe e do bebê.

Quais os sintomas do descolamento?

O principal sintoma do descolamento prematuro da placenta é o sangramento vaginal. Você também pode sentir dor, contrações, desconforto e sensibilidade ou dor repentina e contínua na barriga ou nas costas. 

Às vezes, esses sintomas podem ocorrer sem sangramento vaginal porque o sangue fica preso atrás da placenta. Se você tiver algum desses sintomas, ligue para o seu médico e vá ao hospital imediatamente.

O diagnóstico pode ser feito por meio de um ultrassom, além de ser monitorado os batimentos cardíacos do bebê. 

Quais as causas principais?

Não há uma explicação única para o que causa o descolamento da placenta, mas pode estar em maior risco de descolamento prematuro da placenta se:

  • Apresentar um descolamento prematuro em uma gravidez anterior
  • Ter hipertensão arterial
  • Ser fumante
  • Usar drogas 
  • Sua barriga foi prejudicada em um acidente de carro ou abuso físico
  • Tem 35 anos ou mais
  • Tem uma infecção no útero
  • Está em trabalho de parto prematuro
  • Sua bolsa estourou antes de 37 semanas
  • Tem problemas com o útero ou cordão umbilical
  • Há mais líquido ao redor do bebê do que o normal
  • Está grávida de gêmeos, trigêmeos ou mais
  • Tem asma
  • Há casos de descolamento na família
  • Fez uma cesariana em uma gravidez anterior

Na maioria dos casos, você não pode evitar o descolamento. Mas você pode reduzir o risco sendo monitorado de perto e tratada para hipertensão, não fumar ou usar drogas e procurar manter hábitos saudáveis de vida. 

Além disso, seu médico também pode recomendar que você tome suplementos pré-natais, como forma de fortalecer seu organismo e sistema imunológico.

Leia também::: O poder da meditação durante o climatério

Cuide de você!

Como acompanhou, o descolamento de placenta é uma condição grave e que precisa de acompanhamento médico para que complicações mais graves não impactem na saúde da mamãe e do bebê.

É de fundamental importância ainda que o pré-natal seja feito, como forma de acompanhar o desenvolvimento da sua gestação.

Aqui na Clínica Mantelli temos uma equipe multidisciplinar que pode lhe dar todo o acompanhamento necessário ao longo de sua gestação.

Portanto, esperamos que tenha compreendido o que é e as causas do descolamento da placenta. E para mais dicas e informações, siga a Clínica Mantelli nas redes sociais. Estamos no Instagram, Facebook e Youtube!