You are currently viewing Os 3 tipos mais comuns de incontinência urinária e suas características

Os 3 tipos mais comuns de incontinência urinária e suas características

A incontinência urinária — quando ocorre perda acidental de urina — é um problema que afeta milhões de brasileiros, a maioria mulheres. 

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Urologia, o problema atinge 35% das mulheres com mais de 40 anos, após a menopausa e em 40% das gestantes. No mundo, o problema afeta aproximadamente 5% das pessoas.

O diagnóstico tem início com a investigação clínica do paciente identificando-se os sintomas. Mas, o tratamento numa fase inicial do pós operatório pode ser feito com mudança do estilo de vida e fisioterapia no assoalho pélvico e na bexiga.

No artigo abaixo, explicamos de forma mais detalhada o que é a incontinência urinária e quais seus principais tipos. Vamos conferir?

O que é a incontinência urinária?

A incontinência urinária é a perda do controle da bexiga que causa vazamento acidental de urina. 

Afeta duas vezes mais mulheres do que homens porque a gravidez, o parto e a menopausa podem afetar a bexiga e outros órgãos urinários. 

Pode acontecer a qualquer momento e não está associado ao envelhecimento, mas afeta principalmente mulheres mais velhas. 

Sua bexiga retém a urina. Durante a micção, os músculos da bexiga se contraem e empurram a urina pela uretra. 

Os músculos da uretra relaxam para permitir que a urina flua. Além disso, quando os músculos relaxam sem aviso ou não funcionam como deveriam, a urina pode vazar. 

Leia também::: O que pode e o que não pode fazer durante o puerpério

Sinais de incontinência urinária

A incontinência urinária não é uma doença em si, mas pode ser um sintoma de um problema subjacente. 

O tipo de sintomas que você tem ajudará a determinar o tipo de incontinência urinária. Alguns sintomas podem incluir:

  • Desejo repentino e incontrolável de urinar 
  • Vazamento de urina durante exercícios, espirros ou tosse
  • Micção frequente
  • Incapacidade de esvaziar a bexiga
  • Enurese, que é a incapacidade de conter micção, eliminando a urina

Muitas pessoas vivem com incontinência urinária, mas pode afetar sua qualidade de vida. Você pode se sentir envergonhado ou preocupado por estar muito longe de um banheiro. 

Você também pode sentir que não consegue realizar as atividades diárias normais ou aproveitar a vida. 

Ou seja, esses são sentimentos comuns, o que pode indicar que é hora de conversar com seu médico sobre como controlar seus sintomas.

Tipos de incontinência urinária

Os principais tipos de incontinência urinária e suas características são:

Bexiga Hiperativa ou Incontinência de Urgência

Também conhecida como “incontinência de urgência” ou “bexiga hiperativa”, essa condição faz com que os músculos da bexiga se contraiam e indica a necessidade de urinar, mesmo que a bexiga esteja vazia. 

Isso causa uma forte vontade de urinar imediatamente e pode causar acidentes se você não chegar ao banheiro a tempo. 

Por exemplo, a incontinência de urgência pode ser causada por problemas físicos, como lesões na coluna, no cérebro ou nos nervos entre a coluna e a bexiga. Também pode ser causado por uma infecção da bexiga. 

Incontinência de Esforço

A incontinência urinária de esforço é o tipo mais comum. Isso não é causado por estresse emocional, mas por pressão sobre a bexiga, como pular, dobrar, levantar peso, fazer exercícios e até tossir ou espirrar. 

O excesso de peso também pode sobrecarregar a bexiga. Se você tiver músculos do assoalho pélvico fracos, esse esforço pode causar vazamento de urina. 

A saber, pode ser uma pequena quantidade de urina ou apenas algumas gotas. A incontinência de esforço é mais provável de ocorrer em mulheres. 

Incontinência de transbordamento

Por fim, a incontinência por transbordamento ocorre quando o corpo produz mais urina do que a bexiga pode conter. 

Isso também pode ocorrer se a bexiga estiver cheia e não puder esvaziar, o que faz com que ela vaze. 

O músculo da bexiga pode não contrair como deveria ou algo pode estar bloqueando o fluxo. 

Por exemplo, a incontinência por transbordamento causa micção frequente em pequenas quantidades e gotejamento constante.

A saber, esse tipo é mais comum em homens e geralmente está associado a cirurgias de próstata ou problemas de próstata.

Leia também::: O poder da meditação durante o climatério

Fale com o seu médico

Você pode ficar com vergonha de falar sobre sua incontinência urinária, mas vale a pena procurar ajuda. Seu médico pode ajudá-lo a descobrir a causa do problema. Esse é o primeiro passo para obter ajuda.

Seja direto. Basta dizer ao seu médico que você está tendo problemas. Simplifique: “Estou tendo problemas de bexiga”.

Além disso, seu médico deve fazer perguntas, como há quanto tempo o vazamento está acontecendo, quão ruim é e o quanto isso perturba sua vida. 

Eles podem sugerir testes ou encaminhá-lo a um especialista neste tipo de problema, para que o tratamento mais adequado seja feito, de acordo com o tipo de incontinência urinária que você esteja sofrendo.

Por fim, esperamos que o artigo sobre incontinência urinária tenha sido claro e, caso esteja sofrendo com este problema, agende uma consulta com a Clínica Mantelli. É só clicar no botão abaixo!