You are currently viewing Doenças mais comuns da infância e como evitá-las
Mother feeling of son's forehead

Doenças mais comuns da infância e como evitá-las

  • Post author:
  • Post category:Blog

Por mais que sejamos super cuidadosos com nossos filhos, em algum momento eles vão acabar ficando doentinhos. Isso é porque o sistema imunológico deles ainda está se desenvolvendo, e não consegue combater alguns organismos invasores com total eficiência. Por isso, alguns sintomas como febre, indisposição, falta de apetite e corpo dolorido acabam aparecendo. Mas afinal, é possível prevenir que esses sintomas apareçam? Como saber quais as doenças mais comuns na infância e o que fazer para evitá-las? Fique ligado que o post de hoje é sobre isso!

5 doenças mais comuns na infância e como prevenir:

1. Catapora

A catapora, também conhecida como varicela, é causada pelo vírus varicela-zóster. Ela é altamente contagiosa, por isso é muito comum nas crianças em idade escolar.

Entre os principais sintomas estão as bolhas avermelhadas surgem pelo corpo inteiro e causam uma forte coceira, febre, falta de apetite e indisposição.

O contágio ocorre através da saliva, tosses, espirros e com o contato com superfícies ou objetos contaminados. Por isso a melhor forma de prevenir é ter as vacinas em dia. A vacina pode ser tomada por quem nunca contraiu a doença, e quem já contraiu está imune.

2. Alergias

É muito comum entre as crianças, pode ser causada por ácaros, pelos de animais, fungos, alimentação, produtos de limpeza e até pelo pólen.

Os principais sintomas no caso de alergias por alimentos são coceira, dores abdominais,  e manchas na pele. No caso das alergias respiratórias, causam espirros, tosse, chiado no peito e até mesmo problemas respiratórios.

Para prevenir, no caso de alergia a alimentos, é preciso cortar o consumo do alimento em questão. No caso da respiratória, um pediatra deverá ser consultado para que passe o tratamento mais indicado para cada caso. É indicado também manter a casa sempre bem arejada, sem objetos que acumulam pó, como os bichos de pelúcia, e não dormir com animais de estimação.

CLIQUE E VEJA: Febre nas crianças pequenas: como cuidar e quais os sinais de alerta

3. Inflamações na garganta e ouvido

A inflamação na garganta pode ocorrer com o contato de secreções contaminadas por um vírus ou bactéria, o que causa dor e indisposição. Já a inflamação no ouvido, a otite, pode ser causada pelo fator de excesso de  umidade na região do ouvido.

Em ambas inflamações, os sintomas são de dor na região, febre, indisposição e falta de apetite.

Para evitar a infecção de garganta, a dica é ter uma alimentação saudável e se hidratar muito bebendo água. Na de ouvido, é importante sempre secar bem os ouvidos com uma toalha. Se o médico prescrever antibiótico, é extremamente importante que ele seja tomado até o final, mesmo que os sintomas desapareçam, para evitar que os micro organismos fiquem resistentes.

4. Viroses

As viroses fazem parte das doenças comuns na infância. Elas são um conjunto de doenças causadas por diversos vírus que podem se alojar  no sistema respiratório ou intestino.

Os sintomas são variados e dependem de onde os micro organismos se alojaram, mas os mais comuns são diarreia, náuseas, dor de cabeça, febre e tosse.

Normalmente, o organismo da criança consegue combater esta doença sozinho, isso ocorre dentro de alguns dias. Porém, se o problema persistir, é importante consultar um médico pois pode se tratar de outra doença.

Para protegermos os pequenos, devemos adotar uma alimentação saudável e muita hidratação. Além disso, é sempre bom manter os hábitos de higiene, como lavar as mãos depois de ir ao banheiro e antes das refeições.

Veja também: 1 em cada 4 mulheres têm útero retrovertido. Isso é perigoso?

5. Caxumba

Ela é causada pelo vírus paramyxovirus, ele afeta as glândulas salivares que ficam abaixo das orelhas, em casos graves a doença pode acometer complicações como pancreatite, meningite e até surdez.

Os sintomas são o inchaço dessa glândula, que fica dolorida. Podendo causar febre, dificuldade para engolir e dores musculares.

A melhor forma de prevenir a caxumba é a vacinação. Ela deve ser feita com 1 ano de idade e pois novamente 3 meses mais tarde.

 

Impedir totalmente que nossos pequenos fiquem doentes é impossível, porém há medidas que podemos tomar para evitar que isso ocorra! Esperamos que o post de hoje tenha ajudado você a entender mais sobre essas doenças tão comuns e como elas podem ser evitadas.
A Clínica Mantelli é uma clínica multidisciplinar repleta de profissionais qualificados para melhor atendê-lo. Entre em contato e agende uma consulta!