You are currently viewing O papel do pai na gestação

O papel do pai na gestação

O papel do pai na gestação vai além da questão da necessidade da mãe de ter de uma rede de apoio ou a figura de um pai presente, esse é um assunto pouco discutido atualmente!

As mulheres trabalham, estudam, cuidam da casa e claro, dos filhos. Neste contexto, o pai também precisa exercer protagonismo, afinal, a responsabilidade deve ser exatamente a mesma.

Ter uma rede de apoio é essencial para as mamães darem conta de tudo, podendo contar com o apoio de amiga, avó, avô, irmão, irmã, tia, tio… porém, pai não é apenas rede de apoio.

Se você deseja saber mais sobre o papel do pai na gestação, leia o artigo completo.

Qual é o papel do pai durante a gestação?

Muito homens pensam que o papel da gravidez é toda da mulher e que sua grande responsabilidade nessa fase é só fazer a certidão de nascimento. Quando, na verdade, o homem deve se preocupar com seus hábitos alimentares e hábitos de vida antes da fecundação.

O pai deve acompanhar os exames pré-natal. O pai deve estar presente na hora do parto, o pai pode e deve cortar o cordão umbilical. Tudo que o pai puder participar da gestação ele deve fazer, pois, isso só torna a gestação mais segura para mãe, a gestação mais segura para o bebê. Fazendo com que ele crie laços importantes com o bebê e o coloque no seu verdadeiro papel de pai.

Leia também::: Fertilidade: quais as chances de engravidar em cada idade?

Assim, o pai não vira um personagem ilustrativo em uma parte tão importante da vida de um ser humano que é a sua gestação!

Guia de um pai para a gravidez

Reunimos algumas dicas para ajudar os futuros papais tornarem essa experiência incrível!

  • Se prepare emocionalmente: tanto para o pai quanto para a mãe, a preparação emocional para o parto é essencial. Procure mergulhar nos estudos sobre bebês e o que esperar da maternidade.
  • Se envolva: em todas as partes da gravidez, é importante o pai se inclua e fique por dentro das atividades, como acompanhar a sua parceira nas visitas ao médico e até mesmo comprar roupas para o bebê.
  • Seja honesto: fale sobre os seus sentimentos. Existe todo um tabu sobre como o homem deve ser forte e másculo o tempo inteiro. Isso é bobagem! Abra seu coração e converse sobre todos os assuntos que você achar que são pertinentes. Você também pode conversar com outros pais de primeira viagem sobre dicas sobre como ter um bebê. Buscar ajuda e apoio é um sinal de força.
  • Seja proativo: se coloque a disposição para ajudar no que for necessário.
  • Se faça presente: muitas vezes, apenas a presença física e emocional já auxilia a compartilhar a gravidez.

Por último: Pai é pai!

O pai não tem que ajudar quando for conveniente, ele tem que participar e se fazer presente sempre! É dever dele participar, dividir as tarefas e responsabilidades igualmente!

 Essa é a transformação justa, necessária e urgente que os tempos atuais exigem. Rede de apoio é fundamental, assim como pais exercendo a paternidade efetivamente também.

Se entregue e colha todos os benefícios deste momento muito importante! Assista ao vídeo abaixo sobre o papel do pai na gestação:

Nos siga no Instagram e não perca nenhum conteúdo!

Até a próxima,

Equipe Mantelli.