You are currently viewing Gêmeos: Tudo o que você precisa saber sobre uma gestação gemelar

Gêmeos: Tudo o que você precisa saber sobre uma gestação gemelar

Sabemos que existem dois tipos de gêmeos, mas você sabe a diferença?

Existem os bivitelinos (dizigóticos) ou gêmeos univitelinos (monozigóticos). O que significa isso?


Basicamente são 2 tipos de gêmeos:

  • Gêmeos fraternos que não são idênticos
  • Gêmeos univitelinos que são idênticos.


O que acontece para ter esses dois tipos de gêmeos?


Os gêmeos fraternos, que são parecidos eles também podem ser diferentes no sexo tendo um menino e uma menina.


Essa gestação acontece quando a mulher possui dois óvulos fecundados, ou seja, dois óvulos são fertilizados e cada um por um espermatozoide.


Por isso, é que eles podem ser de sexos diferentes ou podem até ser do mesmo sexo, porém não serão idênticos.


Um ponto interessante é que esse tipo de gemelaridade gira em torno de dois terços dos gêmeos, sendo assim a grande maioria.


Por outro lado, gêmeos univitelinos que são idênticos, compõem aproximadamente um terço dos gêmeos, sendo assim a minoria.


A gestação univitelina ocorre quando um único óvulo é fertilizado por um único espermatozóide que passa por uma divisão celular, ou seja, o material genético se divide em dois formando dois indivíduos geneticamente iguais.

Leia Também: O que fazer para ter um bom desfecho gestacional.


Agora você deve estar se perguntando, qual é a chance de ter uma gestação gemelar?


Antes de mais nada, quem determina a hereditariedade é a mulher.


Bem como, no caso de um casal onde a família do homem possui o histórico de uma gestação gemelar, esse fator não vai interferir aumentando a chance de gemelaridade.


Por outro lado, quando na família da mulher possui casos de gemelaridade, aí sim pode interferir aumentando a chance de ter gêmeos.


Porém, existe uma observação importante.


Olha que interessante, o único fator genético e hereditário para gemelaridade são nos casos de gêmeos não idênticos.
Ou seja, casos na família da mulher com gêmeos idênticos, não têm relação com essa hereditariedade, não aumentam as chances da mulher ter gestação de gêmeos.


Isso porque a mulher herda geneticamente a capacidade de ovular duas vezes no mesmo ciclo. Dessa forma, tendo dois óvulos fertilizados, gerando dois indivíduos diferentes.


Nos casos de divisão celular, o espermatozóide fecundado em um único óvulo se divide em dois e essa divisão é totalmente aleatória não apresentando fator genético envolvido.


Nesse sentido, a hereditariedade para gêmeos idênticos não é correta como muitas pessoas afirmam.


O mais adequado e o que sempre orientamos é que existe a chance de uma gestação gemelar em mulheres com histórico de gêmeos não idênticos na família.


Existem alguns fatores que podem aumentar a chance de uma gestação gemelar como:

  • Mulheres acima dos 35 anos
  • Mulheres que usaram anticoncepcional por muitos anos
  • Mulheres que fizeram tratamento para fertilização
  • Mulheres mais altas


Cuidados com a gestação gemelar.


Os cuidados precisam ser redobrados, pois esse tipo de gravidez aumenta as chances de ocorrer algumas patologias específicas da gestação como o diabetes gestacional e a hipertensão.


Desde já, orientamos que o acompanhamento com a equipe multidisciplinar é extremamente importante.


Bem como, o acompanhamento nutricional para que a mulher não ganhe peso em excesso e tenha um aporte calórico adequado, já que a alimentação na gestação de gêmeos também tem que ser diferenciada por serem dois bebês.


Além disso, existe a chance de um parto prematuro, pois o crescimento da barriga da mulher é maior, podendo favorecer o rompimento da bolsa e desencadeando um trabalho de parto antes do tempo.


Contudo, essa gestação precisa ser acompanhada mais de perto e com o intervalo mais curto entre as consultas, o que não significa que a gestação será menos mágica, menos maravilhosa e um parto menos humanizado, afinal de contas, esse é um grande mito.


Não é porque a mulher está grávida de gêmeos que não há a possibilidade de um parto normal, essa possibilidade existe sim, pois dependendo da posição dos bebês é possível sim ter um parto normal e humanizado.


O nosso recadinho para as mulheres gestantes de gêmeos é que elas fiquem tranquilas, sigam as orientações do obstetra, esclareça todas as dúvidas para ter uma gravidez fantástica e um parto maravilhoso que irá gerar mais de um bebê genial.

Leia Também: Sexo do bebê: será menino ou menina?