Endometriose na gravidez: quais os riscos
Pregnant Woman and Her Husband hand showing heart shape.

Endometriose na gravidez: quais os riscos

  • Post author:
  • Post category:Blog

Você sabe quais os riscos da endometriose na gravidez? Essa doença já reduz significativamente as chances de engravidar, e durante a gestação também é necessária atenção.

 

A endometriose é uma doença em que o tecido que normalmente reveste o útero, chamado endométrio, cresce fora da cavidade uterina. Ele pode aderir à parte externa do útero, ovários e trompas de falópio. 

 

Os ovários são responsáveis ​​pela liberação de um óvulo a cada mês, e as trompas de falópio carregam o óvulo dos ovários para o útero. Um estudo descobriu que enquanto 15-20% de casais férteis que tentam engravidar terão sucesso a cada mês, esse número cai para 2–10% para casais afetados pela endometriose.

 

Endometriose na gravidez

A gravidez interromperá temporariamente os períodos dolorosos e o sangramento menstrual intenso. Também pode fornecer algum outro alívio ao corpo, em virtude da mudança que ocorre no organismo feminino.

 

Algumas mulheres se beneficiam com o aumento dos níveis de progesterona durante a gravidez. Acredita- se que esse hormônio suprime e talvez até reduza os crescimentos endometriais. Na verdade, a progesterona sintética costuma ser usada para tratar mulheres com endometriose.

 

Outras mulheres, entretanto, não encontrarão melhora. Você pode até descobrir que seus sintomas pioram durante a gravidez. Isso porque, à medida que o útero se expande para acomodar o feto em crescimento, ele pode puxar e esticar o tecido fora do lugar. Isso pode causar desconforto. 

 

Além disso, um aumento no estrogênio também pode alimentar o crescimento endometrial.

 

A experiência de cada mulher durante a gravidez pode ser muito diferente de outras grávidas com endometriose. A gravidade da sua condição, a produção de hormônios do seu corpo e a maneira como o seu corpo responde à gravidez afetarão como você se sente.

 

Mesmo que os seus sintomas melhorem durante a gravidez, irão recomeçar após o nascimento do seu bebê. A amamentação pode atrasar o retorno dos sintomas, mas quando a menstruação voltar, é provável que os sintomas voltem também.

 

Quais os riscos e complicações

A endometriose na gravidez pode aumentar o risco de complicações durante a gestação e no parto. Isso pode ser causado por inflamação, dano estrutural ao útero e influências hormonais que a endometriose causa.

 

Aborto espontâneo

Vários estudos documentaram que as taxas de aborto são maiores em mulheres com endometriose do que em mulheres sem a doença. Isso ocorre mesmo para mulheres com endometriose leve. 

 

Uma análise retrospectiva concluiu que as mulheres com endometriose tinham 35,8% de chance de aborto espontâneo contra 22% nas mulheres sem o distúrbio. 

 

Nascimento prematuro

De acordo com a análise de vários estudos, mulheres grávidas com endometriose possuem 1,5 vezes mais probabilidade do que outras mães grávidas de dar à luz antes de 37 semanas de gestação. 

 

Bebês nascidos prematuramente tendem a ter baixo peso ao nascer e são mais propensos a ter problemas de saúde e de desenvolvimento. 

 

Placenta prévia

Durante a gravidez, seu útero desenvolverá uma placenta. A placenta é a estrutura que fornece oxigênio e nutrição para o feto em crescimento. Normalmente se fixa na parte superior ou lateral do útero. Em algumas mulheres, a placenta se fixa na parte inferior do útero, na abertura do colo do útero. Isso é conhecido como placenta prévia.

 

A placenta prévia aumenta o risco de ruptura da placenta durante o trabalho de parto. Uma placenta rompida pode causar sangramento grave e colocar você e seu bebê em perigo.

 

O principal sintoma é o sangramento vaginal vermelho brilhante. Se o sangramento for mínimo, você pode ser aconselhada a limitar suas atividades, incluindo sexo e exercícios. Se o sangramento for intenso, pode ser necessária uma transfusão de sangue e uma cesariana de emergência.

 

Tenha ajuda profissional

Ou seja, ficar grávida e ter um bebê saudável são possíveis e comuns na endometriose na gravidez. Claro que quem sofre com essa doença apresenta maiores dificuldades em engravidar.

 

Portanto, também pode aumentar o risco de complicações graves na gravidez. Mulheres grávidas com a doença são consideradas de alto risco. Por isso, se você tem endometriose na gravidez, o acompanhamento médico deverá ser mais frequente, para seja possível identificar rapidamente quaisquer complicações, caso surjam.

 

Aqui na Clínica Mantelli temos uma equipe multiprofissional pronta para lhe atender e orientar da melhor forma possível. Por isso, é importante estar ciente dos riscos da endometriose na gravidez, mas isso não significa que você não poderá ter seu tão sonhado bebê!