You are currently viewing Quais os riscos do parto domiciliar?

Quais os riscos do parto domiciliar?

  • Post author:
  • Post category:Blog

O parto domiciliar, há muito tempo, já foi a opção mais segura para as mulheres. Isso porque nos séculos passados os médicos não reconheciam a importância da assepsia, sendo o número de mortalidade altíssimo nessas condições. Hoje em dia, porém, esse conceito já mudou muito, fazendo dos hospitais os lugares mais seguros para qualquer procedimento com riscos. Contudo, ainda há muitas pessoas que acreditam que o parto em casa é a melhor opção para trazer uma criança ao mundo. Por isso, no post de hoje falaremos sobre os riscos do parto domiciliar. Confira a seguir:

O que dizem os especialistas

A grande maioria dos especialistas defendem que, hoje, ao haver complicações, médicos neonatais e obstetras possuem os equipamentos necessários à disposição para garantir a saúde da mãe e do bebê.

Mesmo que a saúde da mãe e do feto estão em ótimas condições e o parto em casa inicie bem, não há como ter garantia. Se no último momento do parto algo der errado, o bebê precisará de socorro imediatamente. E todas as vantagens de ter os instrumentos à mão  somem quando o parto é feito em casa, especialmente quando é longe de um hospital. Quando há complicações e emergências, o tempo de chegada ao hospital pode ser crucial.

O que dizem os Conselhos médicos

O parto domiciliar no Brasil não é recomendado pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e pelo Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp), por conta do risco desnecessário à mãe e ao bebê.

Fonseca, da comissão para parto normal da CFM, diz que com toda estrutura oferecida por um hospital, considera o parto em casa um retrocesso, e que o que tem que ser defendido são hospitais de ponta cada vez melhores equipados para atender as gestantes.

A resolução n° 111 do Cremesp, determina que o parto precisa ser realizado em ambiente hospitalar com a infraestrutura necessária. E é muito difícil ter isso nos domicílios. Portanto, os profissionais que desrespeitam a resolução podem estar sendo antiéticos, ao assumir riscos desnecessários alegando uma medicina humanizada. A medicina humanizada se dá pela boa relação entre médicos, mãe e equipe.

CLIQUE E VEJA: O que é parto humanizado?

Riscos do parto domiciliar

Existem inúmeros riscos e problemas impossíveis de prever. Entre as complicações que podem acontecer durante um parto normal estão: ruptura uterina, que pode acontecer durante a gravidez ou logo depois do parto; ruptura de colo; retenção placentária,  que pode resultar em hemorragia;  atonia uterina, quando o útero não se contrai da maneira correta, podendo resultar em hemorragia. Para o bebê, o maior risco é a falta de oxigenação, que pode causar sérias complicações posteriores como por exemplo a paralisia cerebral.

Todos estes riscos também podem acontecer no hospital, porém lá será um ambiente munido de ferramentas, equipamentos e profissionais capacitados, tudo muito necessário para contornar estas situações.

 

O acompanhamento de um profissional especializado é imprescindível em um momento tão importante como esse na vida de uma mulher. A Clínica Mantelli conta com uma equipe capacitada para melhor atender você. Entre em contato conosco e agende sua consulta