Altura uterina x semanas de gestação

Antes mesmo da gestão, o que muitas mulheres sonham é com a barriga grande, que mostre de cara que ela não anda sozinha. O tamanho da barriga é, para muitas gestantes, algo muito especial.

Mas, assim como tudo o que gera muita expectativa, também há chance de se frustrar. Às vezes esse crescimento ocorre de forma mais acentuada ou mais lenta. E por isso é importante entender sobre altura uterina. 

Esse é um processo que faz parte dos exames pré-natal e toda mulher grávida deve passar por ele. Acontece que, à medida que o feto cresce, a parede uterina cresce para abrigá-lo. 

Mas o que significa quando, conforme as semanas de gravidez, a barriga não está no tamanho ideal? Existe um parâmetro para essa medição? É sobre isso que vamos falar nesse conteúdo. Confira até o final e saiba tudo sobre:

 

Qual a relação entre altura uterina e semanas de gestação?

É possível dizer de quantas semanas uma mulher está grávida somente pelo tamanho de sua barriga? Em geral, sim. O que acontece é que as semanas de gestação são levadas em consideração para calcular o tamanho da parede uterina. 

Vale destacar que existe uma tolerância de 2 centímetros a mais ou a menos em relação ao número de semanas. Mas é como se um valor fosse proporcional a outro. Por exemplo:

  • 20 semanas de gestação: 20cm de altura uterina
  • 30 semanas de gestação: 30cm de altura uterina

Não há nada de fórmula mágica para fazer essa medição. Ela é feita, na verdade, com uma fita métrica. É calculado o valor a partir da pelve, até onde a barriga está chegando no momento. 

 

Quando iniciar a medição da barriga?

A medição começa a acontecer por volta de 16 semanas. Em alguns casos, pode começar a partir de 20 semanas. Isso porque é nessa idade gestacional que o osso pélvico começa a se destacar e chega a altura do umbigo. 

Como falamos, há uma tolerância para o tamanho da parede uterina que não está de acordo com as semanas de gestação. Mas, essa também é uma forma de investigar o que pode estar acontecendo que impede a barriga de crescer ou faz com que cresça muito. 

Normalmente, é a partir desse cálculo que são solicitados exames. O principal será uma ultrassom, que irá confirmar a idade gestacional. 

 

Leia mais:: A real importância de manter uma alimentação saudável durante a gravidez

 

Sobre altura uterina maior que o indicado

Ter a altura uterina maior do que o indicado pode significar que o bebê está saudável e bem gordinho. Isso é o que desejamos. Mas, de toda forma, é preciso ficar atento. Esse também pode ser o indício de algumas complicações gestacionais, como:

  • Obesidade materna;
  • Miomas;
  • Gravidez gemelar;
  • Diabetes gestacional;
  • Grande quantidade de líquido amniótico (polidrâmnio);

Isso tudo pode ser investigado em exames. Uma barriga grande também pode significar que o bebê está em uma posição que favorece o tamanho da altura uterina. Até mesmo a placenta pode influenciar nesse caso. 

Se a placenta estiver abaixo do bebê, ela o empurra para cima. Isso pode causar uma altura maior que o indicado, mas não é um problema. 

 

Sobre altura uterina menor que o indicado 

E se a barriga estiver menor que o indicado e a altura uterina não corresponder ao tamanho ideal para o período de gestação? Esse pode ser o caso  de um bebê PIG (pequeno para a idade gestacional).

Assim, existem alguns diagnósticos mais prováveis, como restrição de ganho de peso por motivos de placenta envelhecida. Ou então, a mãe pode estar sofrendo com problemas de hipertensão na gravidez.

Mas até mesmo o aspecto biofísico dos pais pode influenciar. Pais mais baixos e magros, normalmente terão um bebê mais pequeno. Mulheres que vão à academia tendem a ter a altura uterina mais baixa também.

 

 

  • E se a altura uterina estiver diminuindo? 

 

Saiba que quando estiver chegando o dia do nascimento, é normal que a altura uterina diminua. Isso porque o encaixe do bebê na barriga fará com que o útero automaticamente perca sua altura. 

Você já deve ter ouvido falar que quando a barriga está baixa é porque a hora do parto está chegando. E é isso mesmo!

Qualquer problema que possa existir será detectado em exames. Por isso a medição é tão importante: ela pode ser o primeiro sinal para algum problema, que muitas vezes é fácil de resolver ou monitorar. 

Para que tudo dê certo, conte com uma equipa qualificada, tenha uma boa relação com seu médico e mantenha sempre bem informada. A nossa dica é nos acompanhar nas redes sociais

Estamos constantemente publicando conteúdos valiosos sobre gestação e saúde da mulher. Esperamos ter ajudado!

Comentário

Nenhum comentário neste post. Faça o primeiro.

Deixe um comentário

WhatsApp