Por que algumas mulheres não produzem leite materno?

 

 

Uma das maiores preocupações das mamães é pensar que não poderão amamentar seus filhos. E surge a dúvida de porque algumas mulheres não produzem leite materno.

 

Às vezes, próximo ao nascimento do bebê as mulheres ficam preocupadas que seu leite ainda não desceu. E diante disso, acham que não produzirão leite materno suficiente. Mas calma! Há aspectos fisiológicos também envolvidos, e a produção de leite costuma ocorrer apenas no momento do parto.

 

Quando o bebê nasce, seu estômago é bem pequenininho. No primeiro dia, ele vai mamar apenas entre 1 e 3ml por vez. Lá no terceiro dia ele vai mamar apenas 25ml, e aos poucos isso vai subindo, conforme seu corpo também vai crescendo.

 

Por isso, pode ocorrer da mamãe achar que não está produzindo leite, ou que está produzindo muito pouco. Mas na verdade, ela estará produzindo a quantidade ideal para cada momento do desenvolvimento bebê.

 

Porém, há de fato alguns casos em que as mulheres não produzem leite materno, e é sobre isso que abordamos no artigo a seguir. Vamos conferir?

 

Quando o leite não vem

Todos nós sabemos que amamentar é o melhor para o bebê. Mas, para muitas mulheres, às vezes isso não é possível. 

 

Existem vários motivos pelos quais o leite de uma mulher não chega ou é muito baixo, e o assunto é amplamente debatido. Algumas mulheres acreditam que leva tempo e não desistem. 

 

Outras acreditam que as mães não estão se esforçando o suficiente, o que é ridículo. Nenhuma pessoa pode controlar o que seu corpo faz ou deixa de fazer. 

 

A baixa produção de leite, ou falta dela, normalmente não é culpa da mãe. Abaixo estão algumas razões pelas quais a produção de leite é baixa ou, em alguns casos, inexistente.

 

Estresse

De ansiedade a ataques cardíacos, o estresse pode levar a todos os tipos de problemas de saúde, e até mesmo baixa produção de leite ou mesmo nenhuma. 

 

E faz sentido. Quando estamos sob muito estresse, não funcionamos como normalmente funcionaríamos. Nossos corpos tentam nos manter, mas o estresse pode fazer com que o corpo reaja de maneiras estranhas e prejudiciais à saúde ao lidar com o estresse. 

 

Embora a gravidez e o parto devam ser uma época feliz, nenhuma vida é perfeita e muitas de nós experimentamos mais estresse durante a gravidez do que gostaríamos.

 

Hormônios

Os hormônios são um grande fator na produção de leite. O estrogênio e a progesterona são hormônios que estimulam o desenvolvimento das mamas durante a puberdade e a gravidez. 

 

A prolactina contribui durante a gravidez e, em seguida, impulsiona a produção de leite junto com a insulina e o cortisol. A ocitocina empurra o leite pelos dutos. 

 

Quando os hormônios estiverem desregulados, nada funciona direito. Ter baixa produção de leite ou não produzir o suficiente é um indicador de desequilíbrios hormonais e algo pode estar errado. 

 

A tireoide é uma minúscula glândula em forma de borboleta localizada no pescoço. Mesmo sendo pequena, a tireoide regula nossos hormônios. 

 

Se não funcionar corretamente, ocorrerão desequilíbrios hormonais que resultarão em baixa ou nenhuma produção de leite. 

 

É melhor consultar um médico e fazer testes para descobrir se essa é a causa do seu problema.

 

Tecido Glandular Deficiente

Hipoplasia mamária ou tecido glandular deficiente podem ser a causa de seu suprimento de leite baixo ou inexistente. 

 

Mulheres com tecido glandular insuficiente podem ter experimentado uma falta de alterações mamárias durante a puberdade ou gravidez, nenhum ingurgitamento e um baixo suprimento de leite.

 

Também se acredita que a hipoplasia mamária não causou problemas, exceto cosmeticamente. As mamas podem ser bem espaçadas, assimétricas ou tubulares, que são algumas características desse problema. 

 

SOP

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma doença que causa todos os tipos de doenças. 

 

Pode causar infertilidade, crescimento excessivo de pelos faciais e corporais, menstruação irregular, queda de cabelo na cabeça, ganho de peso e acne. 

 

Embora não haja cura para a SOP, há uma variedade de tratamentos disponíveis. Mulheres com essa síndrome geralmente têm o que é chamado de “dominância de estrogênio” e isso pode interferir na produção de leite. 

 

Os níveis de estrogênio devem cair após o parto. A resistência à insulina pode ser outro efeito colateral causado pela SOP. 

 

Mulheres com SOP apresentam níveis mais elevados de hormônios androgênicos que podem impedir a prolactina de chegar aos seus receptores.

 

Leia também:: A importância do contato mamãe e bebê no pós-parto

 

Parto estressante

O parto nem sempre ocorre conforme o planejado e pode deixar a mãe e o bebê estressados ​​ou até traumatizados. 

 

Existem tantas variáveis ​​e coisas que podem dar errado durante a gravidez. Existem milhares de histórias por aí sobre mães que não conseguiram amamentar após um parto difícil. 

 

Todo mundo é diferente, mas o efeito posterior é o mesmo. Fornecimento de leite baixo ou nenhum. Dessa forma, o ideal é sempre procurar humanizar ao máximo o parto, seja ele normal ou cesárea.

 

Problemas ocultos de Fertilidade

Às vezes, problemas de fertilidade podem ser os culpados pela baixa ou nenhuma lactação. Algumas mulheres precisam passar por tratamentos de fertilidade para engravidar, e só porque ela engravida, isso não significa que os problemas de fertilidade irão embora. 

 

Esses problemas de fertilidade podem ter efeitos negativos na produção de leite. A infertilidade é muito comum após a gravidez, mais ainda para quem amamenta do que para quem não amamenta. 

 

Se você suspeitar que a infertilidade pode ser a raiz de seus problemas de amamentação, a melhor coisa a fazer é conversar com seu médico. 

 

Alguns exames de sangue e exames devem ser capazes de identificar se é problemas de infertilidade. Ela surge após a gravidez e quanto tempo durará depende da idade da mulher.

 

Incentive o bebê a mamar

Além disso, alguns bebês não conseguem mamar corretamente ou drenar o leite. Se o bebê não conseguir mamar beber adequadamente, o suprimento de leite ficará baixo. 

 

Normalmente, quanto mais você amamenta, mais o corpo produz. Para garantir uma drenagem adequada, massagear os seios ajudará a fazer o leite fluir. 

 

Se o bebê não conseguir colocar a boca na mama corretamente, ou se o mamilo estiver suficientemente profundo na boca, ele não será capaz de sugar adequadamente. 

 

A sucção inadequada não permitirá que o bebê beba leite suficiente e o que sobrar permanecerá no seio, o que o fará secar. Falar com um especialista em lactação pode ajudar a descobrir se esse é o problema.

 

Cuide do seu corpo e mente

Cada mãe e bebê são únicos, assim como cada situação de amamentação. Os laços e as conexões se fortalecerão cada vez que você segurar seu filho, conversar com ele, confortá-lo e, principalmente, amamentá-lo.

 

É útil saber que há vários motivos pelos quais o leite materno não sai ou é muito baixo. A melhor maneira de descobrir a causa do problema é consultar um médico e um especialista em lactação. 

 

Durante a gravidez, experimente comer alimentos saudáveis, tome vitaminas pré-natais e, por fim, cuide bem de si mesma. Uma mãe saudável que se cuida também está fazendo bem para seu bebê. 

 

Por mais difícil que seja não se estressar, encontrar maneiras relaxantes de lidar com esse momento difícil será a melhor coisa para a mãe e o bebê.

 

Amamentar o bebê deve ser um momento de relaxamento e união entre mãe e filho. É uma coisa linda e natural. Antes de dar à luz, converse com um médico sobre maneiras de ajudar a garantir a produção adequada de leite. 

 

Felizmente, muitas das causas do baixo nível de leite materno ou da incapacidade de produzi-lo podem ser corrigidas. Se você conseguir ganhar pelo menos um pouquinho, não desista. 

 

Espero que tenha gostado do artigo sobre porque algumas mulheres não produzem leite materno. E caso queira saber mais sobre o desenvolvimento do bebê, conheça nosso curso Bebê Genial. É só clicar no link abaixo!

 

 

Comentário

Nenhum comentário neste post. Faça o primeiro.

Deixe um comentário

WhatsApp