Qual a relação entre insônia e menopausa?

A menopausa promove diversas alterações no corpo da mulher. E há uma ligação direta entre a insônia e a menopausa, como resultado dessas mudanças na meia-idade.

 

Além das temidas das ondas de calor, mudanças de humor, suor e eventual ganho de peso, a insônia é um sintoma bastante comum durante a menopausa. Essa perturbação do sono é mais comum do que pensamos.

 

E é sobre essa relação entre insônia e menopausa que tratamos no artigo a seguir. Confira!

 

Alterações no corpo feminino

Má qualidade do sono e distúrbios na hora de dormir são mudanças menos conhecidas durante esta fase da vida, mas são muito comuns.

 

Você pode pensar que uma boa noite de sono nada mais é do que um sonho quando atinge uma certa idade. Muitas mulheres têm problemas de sono durante a perimenopausa, o período antes da menopausa quando os níveis hormonais e menstruais tornam-se irregulares.

 

Frequentemente, o sono insatisfatório permanece durante a transição da menopausa e após a menopausa. Felizmente, há ajuda.

 

Mas o que é “bom” sono? As mulheres devem ter como objetivo entre sete e oito horas de sono de qualidade e ininterrupto por noite. A regra não é difícil e rápida; algumas pessoas precisam de menos sono e outras precisam de mais.

 

Em geral, se você acorda regularmente durante a noite e sente que seu sono não é repousante, esses são sinais de que talvez você não esteja dormindo bem.

 

Ondas de calor

A insônia devido à menopausa costuma estar associada a ondas de calor. Essas sensações desagradáveis ​​de calor extremo podem surgir durante o dia ou à noite. As ondas de calor noturnas costumam ser acompanhadas de despertares inesperados.

 

Embora seja comum sentir como se uma onda de calor a tivesse acordada, pesquisas mostram que muitas mulheres na menopausa acordam um pouco antes de ocorrer uma onda de calor.

 

Existem mudanças no cérebro que levam ao calor em si, e essas mudanças — não apenas a sensação de calor — também podem ser o que desencadeia o despertar. Mesmo as mulheres que não relatam distúrbios do sono por ondas de calor costumam dizer que têm mais problemas para dormir do que antes da menopausa.

 

Outros sintomas relacionados à insônia

Nesta fase da vida, as mulheres também podem desenvolver distúrbios do sono, como apneia do sono. Ela pode ser decorrente da perda de hormônios reprodutivos como estrogênio e progesterona.

 

Eles podem não ser diagnosticados porque as mulheres frequentemente atribuem sintomas e efeitos dos distúrbios do sono (como fadiga diurna) à própria menopausa.

 

Mulheres na pós-menopausa têm duas a três vezes mais chances de ter apneia do sono em comparação com as mulheres na pré-menopausa. Antes de entrarmos na menopausa, estamos bastante protegidos, mas o efeito protetor dos hormônios parece ter se perdido com a menopausa.

 

Além disso, as mulheres costumam ter sintomas mais sutis de apneia do sono do que os homens. Sintomas depressivos e ansiedade também contribuem para a relação entre a insônia e menopausa.

 

Como melhorar a relação entre insônia e menopausa

A boa notícia é que você não precisa se despedir de uma boa noite de sono após chegar à menopausa. Existem etapas que você pode seguir para dormir melhor. Entre elas, estão:

 

Pratique exercícios

O exercício regular pode ajudar as mulheres na menopausa a adormecerem e dormirem melhor.

 

Reposição hormonal

Foi demonstrado que alguns inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS ou SSRI) ajudam nos sintomas do sono em mulheres na menopausa. As terapias de reposição hormonal podem melhorar a qualidade do sono, embora poucas diferenças objetivas no sono tenham sido observadas com seu uso. E os efeitos prejudiciais da terapia hormonal podem superar qualquer benefício.

 

Viva melhor!

Assim como recomendamos que as crianças tenham horários regulares para dormir e acordar, tentar fazer isso como um adulto também ajuda seu corpo a saber quando é hora de ir para a cama.

 

Ao estabelecer essa rotina, seu corpo se adapta melhor e seu ciclo circadiano auxilia na produção de melatonina, que é o hormônio do sono.

 

E você, sofre também com a insônia e menopausa? Se gostou de nosso artigo, nos siga em nossas redes sociais. Em nosso Facebook e no Instagram você sempre encontra diversas informações para sua melhoria de qualidade de vida!

Comentário

Nenhum comentário neste post. Faça o primeiro.

Deixe um comentário

WhatsApp