Excesso de peso atrapalha a gravidez?

O excesso de peso é um problema que vêm cada vez mais atingindo a população brasileira. Conforme dados do Ministério da saúde, 43% das pessoas adultas que moram nas capitais brasileiras estão acima do peso. Esse mal afeta 47% do público masculino e 39% do feminino, e os números tendem a aumentar conforme a idade, atingindo 21% das pessoas com 18 a 24 anos e subindo para 39% nas pessoas entre 25 e 34 anos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, com uma dieta saudável, exercícios físicos e a  suspensão do cigarro, 80% das doenças cardíacas, cânceres, AVCs e diabetes tipo II poderiam ser evitadas. Além disso, o excesso de peso está relacionado ao crescimento nos custos médicos.

Mas o que o excesso de peso tem a ver com a gravidez?

O sobrepeso pode afetar o equilíbrio hormonal feminino, e com isso impactar na fertilidade. Quando a mulher tem excesso de peso, seu organismo produzirá estrógeno em excesso, que atuará como um controlador da reprodução, diminuindo as chances de engravidar.

Para os homens, o sobrepeso também afeta os hormônios, diminuindo o nível de testosterona e aumentando o estradiol, que afeta a produção do esperma.

Calculando o seu IMC

Uma forma fácil para calcular o IMC é multiplicar sua altura (metros) por ela mesma, e dividir seu peso pelo resultado dessa multiplicação.

Por exemplo: Juliana pesa 76Kg e mede 1,70m

  • Altura multiplicada por ela mesma: 1,70 x 1,70 = 2,89
  • Peso dividido pelo resultado anterior: 76 / 2,89 = 26.29

*A pessoa que tiver seu IMC abaixo de 18,5 ou acima de 30 poderá ter sua fertilidade prejudicada.

Um grande número de mulheres têm dificuldade para engravidar por conta de problemas recorrentes do excesso de peso, como a síndrome do ovário policístico. Neste caso a mulher produz uma quantidade mais elevada de hormônios masculinos, os andrógenos, que afetam a ovulação.

O outro lado da moeda

O excesso de peso interfere na fertilidade, mas o falta dele também. Mulheres abaixo do peso também podem apresentar dificuldades para engravidar. Com o nível de gordura abaixo do normal, o organismo reduz a produção de estrógeno e outros hormônios importantes, o que dificulta a produção e liberação dos óvulos.

CLIQUE E VEJA: Dicas para engravidar

A indicação geral é que a paciente com excesso de peso  adapte-se à uma rotina mais saudável  para que possa normalizar seu peso. Algumas vezes somente com isso já é possível reverter as dificuldades em engravidar, pois o excesso de peso pode gerar resistência à insulina, o que produz uma maior quantidade de andrógenos, hormônios masculinos.

Entre em contato com a Clínica Mantelli: Atendimento especializado na saúde da mulher

Comentário

Nenhum comentário neste post. Faça o primeiro.

Deixe um comentário

WhatsApp