Quais os exames ginecológicos necessários após a menopausa?

A menopausa é caracterizada pelo declínio na produção de hormônios responsáveis pelo processo de ovulação, principalmente estrogênio e progesterona.

É assim que acontece o sintoma mais amplamente conhecido da menopausa: o fim do ciclo menstrual!

Entre alguns dos sintomas, estão:

  • Ondas de calor (estão presentes em 60% a 75% das mulheres) e sudorese;
    Irritabilidade, alterações bruscas de humor;
    Alterações no sono, ansiedade, leve perda de memória;

Não é nenhum segredo que as mulheres devem fazer acompanhamento ginecológico regular para manter a saúde em dia. Principalmente nessa fase, onde acontecem várias alterações no corpo da mulher.

Mas após a menopausa, quais os exames ginecológicos necessários?

Mamografia

A mamografia pode detectar precocemente um possível tipo de câncer de mama.

Geralmente é recomendado a partir dos 40 anos, e dependendo do risco de cada mulher, deve ser feito a cada um ou dois anos.

Exames de sangue

Os exames de sangue nesse cado analisam, principalmente, o colesterol e triglicerídeos. Além disso, checam a função renal e a dosagem dos hormônios da tireoide.

Exame preventivo do colo de útero (Papanicolau)

Segundo a OMS (Ministério da Saúde), a mulher deve realizar o exame preventivo do colo do útero até os 65 anos.

Ultrassonografia pélvica (preferencialmente transvaginal)

A ultrassonografia pélvica pode ser tanto anual, ou somente quando há reclamação de sangramento ou queixa uterina.

Consulte um profissional qualificado para mais informações.

Densitometria óssea:

Esse exame permite  o diagnóstico de osteoporose e de osteopenia, incidentes muito comuns na menopausa. Em casos de menopausa precoce, a primeira densitometria deve ser feita aos 50 anos!

Exames Clínicos:

O exame físico realizado em consultório não deixa de ser essencial. Além do físico geral, o especialista poderá fazer palpação das mamas, exame de toque para checar a existência de anormalidades mamárias ou pélvicas.

Para saber mais sobre os mitos e verdades sobre o parto humanizado, clique aqui!

E como lidar com tudo isso?

Cuidando cada vez mais de sua fisiologia, mantendo uma alimentação leve e nutritiva e praticando atividade física moderada.

A prevenção também se torna muito importante quando o assunto é menopausa. Quanto mais cedo conseguirmos tratar alguns sintomas, melhor será a qualidade de vida da mulher após essa fase.

Até breve,

Dr. Ricardo Modinez.

Comentário

Nenhum comentário neste post. Faça o primeiro.

Deixe um comentário

WhatsApp